fbpx
Séries

Vikings: Garoto de 13 anos encontra tesouro viking que pode ter pertencido a Harald Blaatand

Um garoto de apenas 13 anos de idade e um arqueólogo amador acabaram descobrindo um tesouro que pode ter pertencido ao rei dinamarquês Harald Blaatand (Haroldo Dente-Azul). O anúncio foi feito pelas próprias autoridades alemãs em 2018.

Os artefatos tem mais de 1.000 anos e foram encontrados em uma ilha de Rügen, na Alemanha. Devido a descoberta, pesquisadores profissionais fizeram outras escavações e também encontraram diversos itens vikings enterrados.

Quem foi Haroldo Dente-Azul?

O rei dinamarquês ficou conhecido por ser um unificador que ajudou a introduzir o cristianismo na Dinamarca. Segundo informações do Escritório regional de Arqueologia e Conservação de Monumentos de Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental, mais de 600 peças de prata datadas do século X, entre as quais existem pelo menos 100 cunhadas por Haroldo, foram encontradas no local.

Os achados foram descobertos pelo estudante Luca Malaschnitchenko e o arqueólogo amador René Schön. Eles estavam usando um detector de metais em um campo nas proximidades de Schaprode, quando se depararam com os incríveis achados.

As peças mais recentes datam do ano de 980, e podem ter sido enterradas por pessoas próximas a Haroldo I após ele perder a batalha contra o seu filho em 986. Na ocasião, Haroldo fugiu para a Pomerânia, local onde ficou até o eu falecimento no século X.

Arqueólogos encontram possível assentamento viking

Arqueólogos encontraram o que acreditam ser o mais antigo assentamento viking da história. Através das escavações feitas em Stöð, próximo a vila de Stöðvarfjörður, localizada no leste da Islândia, revelaram uma estrutura que teria sido construída por volta dos anos 800.

A descoberta pode ser parte de uma espécie de acampamento sazonal, usado por antigos trabalhadores da região apenas durante o outono e verão. Em residências próximas ao local das escavações também foram encontrados tesouros raros como moedas de prata romanas, anéis, contas de vidro e um pequeno pedaço de ouro.

O arqueólogo líder do estudo, Bjarni Einarsson, disse que ainda não é possível determinar se a casa pertencia a um chefe. Bjarni contou que essas residências mediam 75 metros de comprimento por 6 de largura.

O local também estava coberto por palha e grama, o que pode revelar que haviam habitações comunitárias durante a chamada Era Viking.

Curta nossa Página no Facebook

Os fãs da série do History que buscam por informações sobre a série e também outras produções com direito a memes criativos, fatos históricos entre outras, podem seguir nossas publicações e também artigos curtindo a nossa Página Oficial no Facebook.

VEJA TAMBÉM:
Botão Voltar ao topo