fbpx
NetflixSéries

Peaky Blinders – Crítica: A série de Thomas Shelby realmente é boa?

A série “Peaky Blinders” se tornou a nova queridinha do momento. A trama conta a história de uma família gangster de Birmingham, na Inglaterra. Ela é ambientada em 1919, logo após os eventos da Primeira Guerra Mundial.

A família é conhecida por seus chapéus com navalhas afiadas e também suas apostas ilegais em corridas de cavalos. A série foi criada por Steven Knight e produzida pela Caryn Mandabach Productions e Tiger Aspect Productions.

Na pele do personagem principal está o ator Cillian Murphy (Batman Begins). Ele interpreta o líder da família Thomas Shelby, conhecido por sua frieza e grande inteligência para resolução de negócios importantes relacionados a gangue.

Trailer – Peaky Blinders

Porque ‘Peaky Blinders’ merece a sua atenção?

Muitos estão se perguntando porque devem maratonar a série. Existem inúmeros motivos que fazem com que ‘Peaky Blinders’ vala realmente a pena. Algumas delas são a ambientação e caracterização dos personagens, trilha sonora, história e também atuação do elenco.

A ambientação remete ao passado e consegue levar o publico diretamente para o período pós-Primeira Guerra Mundial. A trilha sonora é um prato cheio conseguindo se adaptar corretamente às cenas e momentos.

A caracterização dos personagens é um prato cheio, repleto de referencias da época e também mínimos detalhes. A atuação de atores como Cillian Murphy fazem com que cada minuto de ‘Peaky Blinders’ se torne único, cheio de frases de efeito e até mesmo motivacionais.

Para os amantes de história, a produção também é um prato cheio misturando politica com assuntos como religião e miséria em plena década de 19. A série com certeza merece toda a sua fama e deve estar em sua próxima maratona.

Veja também: A história real da gangue de Thomas Shelby

VEJA TAMBÉM:
Botão Voltar ao topo