fbpx
FilmesTV e Famosos

Harry Potter: J.K. Rowling publica carta após polêmicas

A autora dos livros sobre o bruxinho Harry Potter, J.K. Rowling, publicou uma carta aberta se defendendo das acusações de transfobia. Ela se tornou motivo de polêmica após fazer um comentário em seu perfil oficial no Twitter.

Até mesmo atores da franquia de filmes “Harry Potter” comentaram sobre o assunto. Por meio de seu site oficial, Rowling publicou uma carta aberta se defendendo e também explicando toda a situação.

A autora inicia dizendo que a carta não era algo fácil de escrever.  Ela que foi responsável pela saga de livros mais famosa do mundo, destacou que em dezembro de 2019 chegou a publicar um post defendendo a especialistas em impostos Maya Forstater.

Ela, segundo Rowling, havia perdido o seu trabalho devido a publicações transfóbicas. Na sequência, a autora diz que se afastou do Twitter por vários meses após publicar o seu apoio a Maya.

O motivo do retorno de J.K. Rowling para as redes sociais

Rowling explicou que retornou para o Twitter para compartilhar um livro infantil disponibilizado gratuitamente durante a pandemia do coronavirus.

“Imediatamente, ativistas que claramente acreditam ser bons, progressistas e gentis, assolaram minha timeline, acreditando no direito de policiar meu discurso, me acusar de ódio, me chamar de misoginia, me insultar e, acima de tudo – como qualquer mulher envolvida nesse debate saberá -, de TERF… um acrônimo criado por ativistas trans que significa Feministas Radicais Trans-Excludentes. Na prática, uma seção considerável e diversa de mulheres estava sendo chamada de TERFs e a grande maioria nunca nem foram feministas radicais.”, explicou a autora.

A carta se estende por várias linhas e Rowling tenta mostrar o seu ponto de vista e também apoio a causa.

Confira a carta publicada pela autora na íntegra

VEJA TAMBÉM:
Botão Voltar ao topo