fbpx
Séries

Vikings: 5 artefatos misteriosos que pertenceram aos antigos nórdicos

A série “Vikings”, produzida pelo History Channel, retrata um pouco sobre o estilo de vida dos antigos nórdicos. Conhecidos por sua crueldade no campo de batalha, os vikings não temiam a morte e estavam sempre em busca de novas terras e aventuras. Separamos alguns dos achados vikings mais curiosos da história.

Eles ajudam a entender melhor sobre os nórdicos que um dia foram um dos povos mais temidos da terra.

1 – Anel viking

No ano de 1800, arqueólogos encontraram um anel com uma pedra rosada em Birka, Suécia.  O local foi um importante centro comercial durante a era viking. O objeto estava dentro de um caixão retangular feito de madeira. Dentro dele, estavam os restos de uma mulher viking.

O que mais chamou a atenção neste caso foi que o anel continha uma inscrição em árabe. Em 2015, após pesquisadores realizarem diversas pesquisas, foi descoberto o significado da inscrição que dizia o seguinte: “Por Alá” ou “A Alá”.

Os pesquisadores explicam que a mulher poderia ter pertencido ao mundo islâmico. Ou também foi uma viking sueca que acabou conseguindo o acessório através de roubo, comercio ou de uma visita ao Califado Islâmico. Isso mostra que os escandinavos tiveram contato com reinos islâmicos.

2 – Crucifixo viking

Dennis Fabricius Holm descobriu em 2016 um misterioso crucifixo. O acessório foi apelidado pelos especialistas como o ‘mais antigo crucifixo viking da Dinamarca’. Ele foi encontrado na ilha de Fune e mede cerca de 4,06 centímetros pesando 12,76 gramas.

Arqueólogos afirmam que o misterioso objeto data da metade dos anos 900. A descoberta leva a crer que os vikings se converteram ao cristianismo bem antes do que se imaginava.

3 – Tesouro viking

Em 2014, Derek Mclennan acabou descobrindo um dos maiores tesouros vikings da história. Trata-se de um artefato contendo cerca de 100 objetos preciosos que incluem joias feitas de ouro sólido.

Stuart Campbell, do Tesouro da Escócia, disse que essa descoberta é muito significativa. Ela pode ter potencialmente alterado a forma com que os escoceses enxergam a sua ‘relação com os vikings’.

4 – Túmulo viking

No ano de 2012, engenheiros estavam construindo uma estrada em Harup, Dinamarca, quando encontraram uma estranha escultura de madeira que mais tarde acabou sendo identificada como um túmulo viking.

Conhecido como dodehus ou casa da morte, o túmulo continha os restos mortais de um casal. Os arqueólogos acreditam que esse casal detinha um importante estatuto social na sociedade viking.

Ao lado dos corpos foram descobertos dois objetos sendo eles um machado e duas chaves. O machado foi encontrado ao lado dos restos mortais do homem e era uma das principais armas dos antigos nórdicos em batalha.

Por outro lado, as chaves tinham um grande significado mostrando o poder da mulher e também seu status como uma grande dama. Ao lado do casal ainda foi descoberto um terceiro corpo. Trata-se dos restos mortais de outro homem que os especialistas acreditam ter sido adicionado ao túmulo em uma data posterior.

5 – Martelos de Thor

Mais de 1000 pingentes em forma de martelo foram descobertos desde o primeiro milênio. Especialistas debatem sobre o verdadeiro significado desses importantes amuletos vikings.

Recentemente, após alguns estudos, especialistas parecem ter decifrado o segredo. Os amuletos representam Mjolnir, conhecido como o poderoso martelo de Thor.

Uma equipe de pesquisadores encontrou um amuleto do século 10 na olha de Lolland, Dinamarca. Ele continha uma inscrição rúnica escrita como: ” “Hmar x is”. Ela foi traduzida e o seu significado, apesar de simples, mostra como o amuleto era importante para os vikings.

 “Isso é um martelo”, dizia a inscrição. Com isso, os pesquisadores concluíram que esses artefatos eram usados pelos vikings como proteção.

VEJA TAMBÉM:
Botão Voltar ao topo