fbpx
NetflixSéries

Vikings: O que Ragnar fez quando sumiu na 4ª temporada?

Durante a quarta temporada de “Vikings”, Ragnar Lothbrok desiste de ser rei e simplesmente parte rumo a uma aventura solitária. Em algumas cenas é possível ver o rei de Kattegat completamente descrente e abatido.

Em um determinado momento ele tenta até mesmo tirar a sua própria vida. Muitos fãs ficaram curiosos para saber o que Ragnar fez durante esse salto temporal da série. Os produtores não se preocuparam em detalhar isso durante as cenas.

Através do Reddit alguns fãs discutiram o que o pai de Bjorn Ironside pode ter feito durante a sua ausência.

“A ausência de 10 anos de Ragnar e o que ele fez foi simplesmente varrido para debaixo do tapete, qual foi o sentido disso?”, reclamou um usuário dizendo que os produtores deveriam ter explicando melhor essa parte.

“Era apenas para que seus outros filhos tivessem idade suficiente para contribuir para a série?. Nesse caso, tudo bem, mas talvez tenha faltado mais explicação de onde ele estava, para que tivesse mais relevância?”, questionou outro.

O que aconteceu com Ragnar?

É evidente que Ragnar não se sentia completo tanto fisicamente como espiritualmente. Após a perda de Athelstan, o viking passou a questionar a existência de seus próprios deuses. Ao conseguir poder e respeito, ele percebeu que isso não o completava totalmente.

O próprio personagem afirma que não pediu por poder, mas suas atitudes acabaram o levando para esse caminho. Michael Hirst já havia explicado que Ragnar Lotbrok estava depressivo.

 Durante entrevista para o The Hollywood Reporter, Hirst deixou claro que Ragnar já tinha consciência sobre o seu destino na quarta temporada.

“Ele sabia que voltar seria incrivelmente difícil. Ele era um líder Viking que foi efetivamente derrotado e então abandonou seu povo e sua família. Isso nunca cairia muito bem”, iniciou o criador.

Hirst explicou que após o último plano do personagem falhar, ele simplesmente não teve escolha.

“Ragnar provavelmente esperava a recepção que teve ao voltar para casa, que houvesse resistência e que as pessoas ficassem com raiva. Mas ele também pode ter imaginado que poderia persuadir pelo menos alguns de seus filhos a se juntarem a ele em uma expedição à Inglaterra. Tendo falhado em fazer isso e percebido que o tempo havia passado – que seus filhos haviam mudado, que Floki estava agora mais interessado em trabalhar com Bjorn e que Bjorn tinha suas próprias aspirações –  Ragnar vive em um momento em que está deprimido. Ele sente que falhou.”, afirmou o showrunner deixando claro que Ragnar realmente estava depressivo.

Durante o tempo que estava fora, Ragnar possivelmente buscou por respostas. Pode ter visitado antigos vilarejos, conversado com pessoas do passado e inclusive procurado mais informações sobre os seus próprios deuses.

Após não conseguir as respostas, ele percebeu que era mais feliz na fazenda e que acabou perdendo tudo para se tornar rei e que agora isso não tinha mais nenhum significado em sua vida. Isso o deixou ainda mais descrente resultando na tentativa de suicídio.

Como último planejamento, ele retornou à Kattegat e levou Ivar, o Dessosado para Wessex. Sua estratégia foi a seguinte: Ivar não apresentava perigo devido a sua deficiência física. Por esse motivo, ele foi poupado e pode retornar ao vilarejo para contar sobre a morte do pai para seus irmãos. Dessa maneira, eles poderiam se vingar de Ecbert e Aelle iniciando assim uma nova era.

Peaky Blinders: Conheça os verdadeiros membros da gangue de Thomas Shelby

A série “Peaky Blinders” está se encaminhando para a sua sexta e última temporada. A trama conta a história de uma gangue liderada por Thomas Shelby. Eles são conhecidos por suas apostas em corridas de cavalo ilegais e também navalhas afiadas em seus chapéus….Mais detalhes!

VEJA TAMBÉM:
Botão Voltar ao topo