fbpx
História e ArqueologiaSéries

Vikings: A história da segunda esposa de Ragnar Lothbrok não mostrada na série

Durante a série “Vikings” o público foi apresentado a Lagertha, primeira esposa de Ragnar Lothbrok, e Aslaug, sua segunda esposa. A escudeira foi responsável por acompanhar o líder viking durante suas primeiras incursões se tornando famosa e respeitada.

No entanto, a verdade é que as sagas mostram outra mulher que seria responsável inclusive pelo apelido dado ao viking na mitologia. De acordo com a Saga de Ragnar Lodbrok, o personagem teria criado vestimentas especiais para enfrentar uma monstruosa serpente que guardava a sua segunda esposa.

Para isso, ele confeccionou calças de pele de lobo fervidas em breu para que pudesse enfrentar o monstro mitológico libertando assim a princesa. Por causa disso, Ragnar ganhou o epíteto de “Lodbrok”, que na tradução literal significa “Calças felpudas/peludas”.

O rei lendário que teria governado a Dinamarca e a Suécia entre os séculos VIII e IX é citado nas sagas pelo cronista dinamarquês Saxão Gramático.

Cronista Saxão Gramático por Gouis Moe – Reprodução/Wikipédia

A esposa de Ragnar não mostrada na série

Michael Hirst preferiu usar personagens que tivessem uma história previamente apresentada nas sagas. Por isso, optou por inserir Lagertha e Aslaug eliminando a segunda esposa de Ragnar chamada Tora Borgarhjort.

Þóra Borgarhjǫrtr (em nórdico antigo) era filha de Herrauðr, conde de Götaland. Ragnar Lodbrok teria confeccionado suas vestimentas para salvá-la de uma serpente monstruosa pedindo a sua mão em casamento.

As fontes sobre a personagem são escassas e não mostram muitos detalhes. Não se sabe ao certo quem era a sua mãe e como ela viveu durante os primeiros anos de sua vida. Segundo as sagas, ela vivia em um salão privado (caramanchão) localizado em Västergötland, uma das 25 províncias não administrativas tradicionais da Suécia.

Thora Townhart , ilustração de 
Jenny Nyström (1895) – Reprodução/Wiki

Ainda jovem, a lenda conta que Thora ganhou de seu pai um pequeno verme que, ao crescer, se tornou uma enorme serpente. Ele então prometeu a mão de sua filha a qualquer homem que conseguisse matar o monstro.

Após ter se divorciado de Lagertha, Ragnar decidiu salvar Thora Borgarhjort. Ele partiu rumo ao caramanchão onde estava localizado a princesa com suas calças confeccionadas em alcatrão e areia para proteger-se do veneno do animal.

Ao chegar perto do monstro, o viking empunhou a sua lança e o enfrentou heroicamente. A serpente chegou a cuspir o seu veneno, mas Ragnar conseguiu se proteger graças a seu escudo e suas vestimentas. Ele então enfiou a lança no coração do monstro cortando a sua cabeça no final.

Após isso, Ragnar e Thora se casaram. Segundo informações presentes no Conto dos Filhos de Ragnar (Ragnarssona þáttr), o casal teve dois filhos chamados Eiríkr e Agnar. Thora posteriormente morreu devido a uma doença.

Eiríkr e Agnar morreram após (ou durante) uma batalha contra um conde da Suécia nomeado por Ragnar chamado Eysteinn Beli. Depois disso, Ragnar se casou novamente com a princesa Aslaug, herdeira de Sigurd e Brynhildr.

Leia também: Relacionamento de Aslaug e Ragnar Lothbrok foi inspirado em banda de rock famosa

VEJA TAMBÉM:
Botão Voltar ao topo