fbpx
NetflixSéries

The Witcher: Crítica; a série é realmente boa?

A série “The Witcher” finalmente entrou para o catálogo da Netflix nesta sexta-feira (20). A rede de streaming organizou um corujão no dia anterior que iniciou às 22 horas (horário de Brasília) e se estendeu por toda madrugada até às 5 horas da manhã, horário de estreia da produção.

A série conta a história do bruxo Geralt de Rívia. Ele é um caçador de monstros que luta para ser aceito em um mundo onde o preconceito das pessoas acaba se sobressaindo. Na pele do personagem principal está o ator Henry Cavill, conhecido por outros trabalhos de sucesso no cinema.

Primeiras impressões sobre a série

Antes de continuar e importante avisar que poderá haver SPOILERS sobre a série. Os primeiros episódios demonstraram ser bem balanceados com relação a alguns aspectos. A ação e senso constante de aventura juntamente com a progressão da história são um ponto forte da 1ª temporada.

O universo é explicado de uma maneira rápida no episódio inicial e informações são deixadas aos poucos para que o público conheça a história. Geralt é um protagonista que gera curiosidade em quem está assistindo. Além disso, seu carisma logo faz com que o público se identifique e entenda seus objetivos.

Um detalhe que chama a atenção é que quanto mais o personagem tenta se afastar do mal, ele acaba sendo encontrado e puxado diretamente em sua direção. O ator Henry Cavill consegue dar a força necessária para as ações do personagem. Além disso, sua postura e voz tornam Geralt respeitado no meio em que se encontra (Apesar das adversidades que aparecem em seu caminho).

O cenário também chama a atenção deixando uma ambientação mágica e o mesmo tempo misteriosa no ar. A série tem um grande potencial e inclusive já foi renovada para a 2ª temporada. Ela com certeza merece a atenção do público e tem elementos suficientes para se tornar uma das mais famosas da atualidade.

VEJA TAMBÉM:
Botão Voltar ao topo