fbpx
CuriosidadesHistória e Arqueologia

Não foram os Vikings! Outro grupo chegou as Ilhas Faroé antes deles

De acordo com uma nova pesquisa realizada nas Ilhas Faroé, uma população desconhecida teria chegado ao local cerca de 350 anos antes da chegada dos Vikings. A descoberta foi realizada graças a restos de cocô de ovelha.

O arquipélago está localizado no Atlântico Norte, entre a Noruega e a Islândia. Os nórdicos conseguiram chegar às ilhas após construírem embarcações capazes de viajar através de longas distâncias.

Em 874 eles teriam migrado para a Islândia. Durante um bom tempo, pesquisadores acreditaram que os vikings tivessem sido os primeiros habitantes do lugar. No ano de 2013 foram descobertos grãos de cevada queimados no chão em uma maloca. Após analise detalhada, foi datado que eles tinham entre 300 e 500 anos.

Após isso, uma nova pesquisa foi conduzida usando uma abordagem diferente. A pós-doutoranda da Universidade de Wyoming, Lorelei Curtin, disse que os lagos são ótimos “arquivos vivos do passado” pela sua capacidade de acumular material.

Uma grande descoberta

Resident Evil: Bem-Vindo a Raccoon City
Foto – Reprodução/History/MGM Television

Foi através de analises dos sedimentos do lago que os pesquisadores descobriram a existência de uma grande quantidade de ovelhas que foram domesticadas no passado. Com a ajuda de uma camada de cinzas de um vulcão, eles puderam estabelecer que outro povo esteve nas ilhas antes dos vikings.

Depois que os humanos chegaram e trouxeram ovelhas com eles, a vegetação mudou. Temos mais vegetação de grama, o que é consistente com a modificação da paisagem causada pelo pastoreio de animais. Isso é o que vemos nas Ilhas Faroé hoje”, afirmou Lorelei.

Após uma analise aprofundada, os pesquisadores acreditam que os Celtas possam ter chegado às Ilhas Faroé antes dos nórdicos.

Leia também:

Moeda de ouro da época de Egberto é encontrada por detector de metais

Nossos dados não podem realmente dizer quem eram as pessoas que chegaram antes dos vikings com seus rebanhos, no entanto, há algumas evidências que sugerem que os vikings não usavam tecnologia de navegação naquela época”, completou Curtin .

Isso muda toda a concepção anteriormente propagada sobre a chegada dos vikings ao local e abre a possibilidade de explorar melhor o passado descobrindo mais detalhes sobre o que realmente pode ter acontecido.

VEJA TAMBÉM:
Botão Voltar ao topo